Melhores jogadoras de futebol dos EUA

Quais são as melhores jogadoras de futebol dos EUA? Quando o assunto é futebol, os Estados Unidos não costumam ser a primeira nação que vem à mente como referência: porém, no mundo do futebol feminino, é difícil encontrar um contexto mais avançado e competitivo do que os EUA.

Mas, como podemos decidir quais são as melhores jogadoras de futebol dos EUA? Decidimos seguir o ranking indicado pelo FIFA 2022, o jogo que permite que você se divirta também selecionando jogadores de todo o mundo. Leia conosco até o final e confira nossa lista especial, vamos lá!

Melhores jogadoras de futebol dos EUA: aqui estão os 6 melhores!

  1. Tobin Heath;
  2. Megan Rapinoe;
  3. Alex Morgan;
  4. Julie Ertz;
  5. Lindsey Horan;
  6. Trinity Rodman.

Tobin Heath – atacante do Arsenal

Tendo se mudado para a liga inglesa nos últimos dois anos – primeiro Manchester United e depois Arsenal – Tobin Heath foi eleita Jogadora do Ano em 2016 e depois conseguiu permanecer na crista da onda por mais de cinco anos.

Nascida em 1988, está na reta final de sua carreira como atacante da seleção norte-americana, com quem disputou 181 partidas, somando 36 gols. Entre as referências das estrelas e listras do futebol feminino também está ela.

Megan Rapinoe – meia-atacante do OL Reign

Com quase 37 anos e com a carreira em declínio, Rapinoe continua sendo um dos símbolos do esporte mundial – capaz de ir muito além das cercas do futebol feminino e se firmar como Bola de Ouro em 2019 e promotora dos direitos das mulheres, muito além da simples oportunidade de se dedicar ao futebol como é feito pelos homens.

Suas 185 partidas e 61 gols com a seleção dos EUA falam por ela, além de sua carreira de quase 15 anos ao redor do mundo, com paradas também em Sydney e Lyon antes de voltar para casa. Mesmo com a idade mais avançada, segue não querendo deixar de ser decisiva em campo, e segue em alta nas casas de apostas de futebol.

Alex Morgan – atacante do San Diego Wave

Entre Copa do Mundo, Olimpíadas e campeonatos norte-americanos que penduraram medalhas de ouro no pescoço e campeonatos, viveu como protagonista: famosa há algum tempo, a ponto de aparecer na capa do FIFA 2016 ao lado de Lionel Messi.

Alex Morgan ainda é, apesar das temporadas que passaram, uma dos melhores intérpretes do papel de zagueiro, que viaja pelos Estados Unidos há 15 anos (com algumas viagens ao Tottenham e ao Lyon). Uma jogadora com uma profundidade humana e moral única.

Julie Ertz – defensora do Angel City

Premiada não uma, mas duas vezes como jogadora do ano nos Estados Unidos, Julie Ertz é outro dos símbolos do futebol feminino nas estrelas e listras – faz parte de uma seleção apaixonante e não só, mas também uma mulher que cresceu jogando bola desde muito jovem.

Esposa de um jogador de futebol, ela esteve limitada neste último período por lesões, mas está ansiosa para voltar a fazer a diferença em campo, como já foi demonstrado no passado.

Lindsey Horan – meio-campista do Portland Thorns

Premiada como a US Soccer Female Player of the Year – a melhor jogadora de futebol dos Estados Unidos – a meio-campista obteve 36% dos votos, conquistando um prêmio para o qual torcedores contribuíram pela primeira vez.

Horan foi no ano passado a jogadora com mais minutos jogados pela seleção norte-americana – forçada a um papel mais defensivo devido à lesão de Julie Ertz, apesar da qual conseguiu se firmar em alto nível e melhorar seus números em temporadas com assistências (cinco), e número de gols (seis, uma anomalia dadas as tarefas defensivas).

Medalhista de bronze nas Olimpíadas de Tóquio em 2021 e também estrelou com seu time de Portland.

Trinity Rodman – atacante do Washington Spirit

A jogadora que tem a mente no futuro – particularmente querida pelos fãs de basquete da NBA – é a filha de Dennis Rodman. Trinity, já premiada como estreante do ano nos Estados Unidos, também decisiva na seleção e pronta aos 20 anos para dominar o mundo inteiro (assim como seu pai fez ao lado de Michael Jordan).

Seis gols em sua primeira temporada como profissional após os anos de faculdade, respaldados por um contrato de US$1,1 milhão que a tornou a profissional mais bem paga da história da NWSL (Nation Women Soccer League): o futuro está todo do seu lado.

Este foi o nosso guia sobre as melhores jogadoras de futebol dos EUA. Querendo ou não, elas ainda são desconhecidas para boa parte do mundo. Isso acontece porque o futebol feminino ainda não chega aos pés do masculino em termos de visibilidade e patrocínio.

Isso já mudou bastante e tende a continuar mudando nos próximos anos, graças a conscientização sobre o papel feminino em toda a sociedade, incluindo o esporte. Conhecia alguma delas? Comente abaixo. Até a próxima!